WOW

STORIES

 
Logo Elephant Skin - Head - Pink.png

SCROLL DOWN

 
 

/CULTURE /PEOPLE /REAL ESTATE  /CGI  /FILMS /BRANDING

ESMKT_BLG_Archviz and the real estate marketing revolution.jpg
flag-united-states_1f1fa-1f1f8.png

Wellington Franzão - Senior Archviz Artist 

franzao_transparente.png

- elephant skin - 

Archviz e a revolução do marketing imobiliário

Já imaginou estar em um lugar sem ter visitado fisicamente? Essa é a ideia da visualização arquitetônica (archviz).

 

Esse é um mercado ainda considerado novo, mas muito promissor, que conta com profissionais dedicados na representação realista e experiências cada vez mais sensíveis, convidativas e que se conectam com o público. 

E quando se fala em 3D na Arquitetura é preciso pensar que conforme a evolução e modernidade nos grandes projetos de incorporadoras, o desafio para representá-los em formato digital também se torna ainda maior.

O artista junior de archviz na Elephant Skin, Wellington Franzão, desconhecia o mercado 3D quando já se aventurava em projetar com o auxílio de softwares.

“Eu não sabia que o 3D era uma possibilidade de profissão, foi por meio das redes sociais que entendi que era um mercado, então passei a atuar como freelancer por um período, até chegar ao contato com a ES”.

3D como revolução no marketing imobiliário

A renderização 3D no mercado imobiliário tem ganhado cada vez mais força e a Elephant Skin é uma resposta à alta demanda do setor.

Fundada em 2017, a empresa americana se especializou em desenvolver campanhas para o setor imobiliário, de Arquitetura e Urbanismo e o trabalho engloba desde o desenvolvimento do logo e naming, até a produção de fotos, filmes, ilustrações 3D, animações e realidade virtual.

A ideia é transmitir com muita criatividade aquilo que foi idealizado pelo arquiteto ou incorporadora.

Segundo pesquisa do The Insight Partners, estima-se que o mercado de software de visualização e renderização 3D passe do atual US$ 2,30 bilhões (avaliação de 2021) para US$ 7,43 bilhões até 2028.

Em 2020, a América do Norte liderou o mercado, por conta de políticas governamentais favoráveis e de perspectivas positivas em relação à adoção de novas tecnologias, mas também devido a uma infraestrutura digital robusta e de grandes players que impulsionam o mercado de software de visualização e renderização 3D.

A modelagem 3D na Arquitetura entrega uma experiência única já que é projetada para atrair e sensibilizar os clientes a comprar a ideia, mas não se trata de uma visualização ‘ficcional’, porque todas as dimensões presentes no modelo/projeto são precisas nos mínimos detalhes.

A renderização 3D é a representação da realidade, é conseguir proporcionar o máximo de sensações vivenciadas diante de todas as possibilidades de um projeto.

Ousado, não é? E é por isso que a expansão desse mercado não para.

Realidade virtual no mercado da Arquitetura

possibilidade da realidade virtual desafia o artista a recriar no ambiente os detalhes que os olhos humanos captam, incluindo não só o visual, mas experiências sensoriais e aspectos sutis que fazem parte do dia a dia. A modelagem 3D na Arquitetura se utiliza de toda a capacidade de recriação da imaginação do arquiteto/incorporadora ao que é visualizado.

As dimensões de um projeto, a revelação de um conceito e todas as possibilidades que podem ser exploradas, levam os profissionais/artistas 3D a grandes desafios de como podem entregar um produto que converse com as expectativas das incorporadoras e com os desejos dos clientes.

O mundo virtual é responsável por transportar consumidores para outra realidade e ambientes bem construídos têm o poder de transmitir emoções, sentimentos e sensações, muito antes que os clientes possam ter a experiência fisicamente no local.

Na Elephant Skin, os artistas encontram liberdade para a criação, constante aprendizado e lidam diretamente com os desafios de cada projeto, como complementa Franzão:

“Grande parte do que faço hoje, aprendi praticando, lidando com pessoas e suas experiências. Tecnicamente e pessoalmente me desenvolvo e encontro muitas possibilidades criativas. Posso trabalhar com fotografia, Arquitetura, arte, etc. Esse é o lugar ideal para quem não tem medo de desafios”.

Competências necessárias para atuar nesse mercado

Pesquisa realizada com 700 pessoas de diferentes níveis de trabalho, pela McKinsey, mostrou que dentre as principais habilidades (sociais/emocionais) que as empresas buscam em seus times, estão: a capacidade de enxergar as coisas de diferentes perspectivas e a compreensão.

O artista de archviz na ES precisa aprender a trabalhar em colaboração e não pode ter medo de ousar e de propor novas ideias.

“Minha identidade enquanto profissional foi construída absorvendo o melhor das pessoas, tanto tecnicamente, quanto referente à área comportamental.”

A área artística na ES é de extrema importância e os profissionais são preservados ao máximo para que possam ter a sua liberdade criativa integral. No dia a dia da agência, se um trabalho recebe críticas, por exemplo, os artistas são comunicados pelo Project Manager de maneira acolhedora.

A profissão do artista 3D engloba criar animações, efeitos visuais e protótipos para um produto ou projeto arquitetônico, utilizando vários softwares de visualização, renderização e modelagem 3D.

Dentre as importantes orientações para a jornada de um artista 3D, estão:

·       Constante aprendizado e curiosidade;

·       Conhecimento sobre softwares e ferramentas;

·       Tenha um bom portfólio digital;

·       Vá para cima do mercado!

Quais as responsabilidades desse profissional?

·       Entender as necessidades dos clientes;

·       Debater ideias e criar storyboards para aprovação junto ao cliente;

·       Conceituar o design, cores, movimentos e interação de todos os elementos presentes no projeto;

·       Se aprofundar em pesquisa sobre o projeto para ideias e ferramentas;

·       Saber trabalhar em colaboração com outros profissionais;

·       Conseguir definir frameworks e processos para um projeto;

·       Ter a habilidade de receber o feedback do trabalho (sem levar para o lado pessoal), para possíveis mudanças, quando necessárias.

São muitas as possibilidades no 3D: modelagem, área de urbanização humanizada, setor de filme, still (desenvolvimento de imagens estáticas), desenvolvimento de imagens externas (em que são utilizados drones), imagens internas de um projeto, etc.

Se você tem essa veia criativa pulsando, esse mundo é para você!

Gerente de Comunicação - Roberta Lemos
Jornalistas - Daiana Barasa and Juliana Rodrigues | Naiá

Entrevistado– Wellington Franzão - Junior Archviz Artist of Elephant Skin
Todos os direitos reservados para a Elephant Skin Group Corp. 

08/12/2022 - 5:27 PM EST

Logo Elephant Skin - Head - Pink.png

REMEMBER, SHARING IS CARING!

Elephant 3.png

Yes, we know!

You’re wondering

why Elephant Skin.