top of page

WOW

STORIES

Logo Elephant Skin - Head - Pink.png

SCROLL DOWN

Expansão e a nossa viagem ao Vietnã: ser global é principalmente, compreender pessoas e culturas

Atualizado: 24 de abr. de 2023


A Elephant Skin já nasceu global e remota. Atualmente marca presença em Miami, nos Estados Unidos (local onde foi fundada por brasileiros) e também está presente no Canadá e América Latina, mas o objetivo é ganhar o mundo e, para isso, tem se dedicado à exploração de novos mercados, com destaque inicial para a Europa e Ásia. Como uma empresa global e plataforma de pessoas, a ES quer fortalecer sua comunidade de artistas ao redor do mundo e, para isso, não podem existir barreiras, sejam elas relacionadas à língua ou ao fuso horário. Miramos na Ásia observando questões voltadas à qualidade do trabalho realizado no mercado de Archviz e diversidade cultural desses projetos. O Vietnã foi o país escolhido no mapa para começar a exploração no continente. Foram duas semanas conhecendo as cidades Ho Chi Minh e Da Nang. Essa experiência trouxe aos nossos Elephants reflexões valiosas.

Explorando novos mercados - o que é indispensável ao se aproximar de uma nova cultura?

Para eliminar a barreira do fuso horário, a ES tem como foco replicar o processo estruturado que tem hoje em outras regiões do mundo e, para isso, é preciso ter abertura para aprender com as novas culturas, como acredita o fundador e CGO (Chief Growth Officer), Henrique Driessen: “Algo que precisa ser valorizado é o respeito à cultura. Quando você chega em um lugar, não são as pessoas que precisam se adaptar a você, mas o contrário. É preciso estar aberto a conhecer e começar a conversar”.


O mercado Archviz no Vietnã tem como principal marca os projetos master plan focados no complexo arquitetônico de grande escala.

A proximidade dos vietnamitas com outras regiões do mundo como Tailândia, Ucrânia, Polônia, Austrália, Leste Europeu, entre outras, também reflete sobre sua cultura amplamente desenvolvida e em sua estrutura de trabalho no archviz, mais voltada ao desenvolvimento de projetos externos junto a outros países.

A ida dos elefantes ao Vietnã teve como foco compreender a cultura e o mercado do país e foi surpreendente as similaridades percebidas com a cultura brasileira: “É uma cultura parecida com a do Brasil por questões de clima, alimentação e comportamento. Fomos muito bem recebidos, as pessoas apesar de mais tímidas, têm um senso de humor legal e houve conexão de maneira leve”, compartilha Carlos Carbonar, HOD (Human and Organizational Development) Global Manager na ES. Encontramos alguns percalços na comunicação quanto ao idioma e níveis diferentes de pronúncia e compreensão do inglês, mas nada que atrapalhasse a troca. Embora as diferenças quanto à fluência, o desejo de estabelecer bons relacionamentos superou essa dificuldade e conseguimos ter ótimas conversas.

Fuso horário – desafios, mas também oportunidades O fuso horário costuma ser encarado como um dos principais desafios para empresas globais, mas também pode ser uma grande oportunidade para refinar ainda mais a eficiência nas entregas aos clientes. Enquanto a ES explorava o Vietnã, tinha uma demanda de imagem que precisava ser realizada em pouco tempo e, para isso, um profissional na região foi acionado. O arquivo tinha sido encaminhado pelos artistas brasileiros no final do dia e o artista trabalhou com a imagem durante o dia no Vietnã e, quando era manhã no Brasil, a imagem já estava finalizada. Um dos objetivos por aqui é aplicar o modelo Follow the Sun (FTS), de suporte 24 horas aos clientes, com times disponíveis em diversos fusos horários, trabalhando em seu ritmo e tempo sem que se sintam sobrecarregados e, obviamente, vivenciando a escalabilidade em amplitude global.

O Head of Marketing, Victor Luidgi, conta que a ida ao Vietnã foi um trabalho exploratório, considerando todas as possibilidades e oportunidades no local: “Também queríamos saber o que envolveria montar uma operação naquele fuso horário e nos relacionamentos que poderíamos estabelecer com os demais países que estão naquela região.”

Embrace the Challenges - É muito além de conquistar mercados pelo mundo, mas contar com a riqueza e diversidade das diferentes culturas e pessoas

As culturas podem agregar umas às outras. Seria possível se conectar com o Vietnã de maneira remota, mas a imersão cultural, visitar as ruas, sentir cheiros, conhecer a culinária e estar próximo ao estilo de vida dessas pessoas, são experiências únicas, alcançadas apenas através da intensidade que o presencial proporciona. A partir dessa troca foi possível compreender o nível de alta qualidade e a estrutura operacional na região, assim como mostrar aos estúdios de archviz e artistas vietnamitas o quanto uma parceria poderia agregar na troca de background profissional e na aplicação de uma estrutura de gerenciamento já consolidada na ES. “Ser global não é só conseguir projetos e ter equipes em várias partes do mundo. Para a ES é fundamental a compreensão do que tem valor para cada região e para as pessoas que vivem ali. Estamos construindo a diversidade na equipe, nos produtos e nos mercado para viver a amplitude de ser uma empresa global”, reforça Carlos. A ES acredita que quando o mercado de Archviz e a comunidade de artistas globais se unem, as oportunidades se expandem numa proporção inimaginável. Estamos deixando nossa marca em cada continente para que todos se lembrem de que juntos podemos fazer coisas extraordinárias por meio daquilo que nos torna diferenciados ― a capacidade de contar histórias únicas.

Escolher sonhar grande e trabalhar nesse propósito é uma responsabilidade gigantesca. A nossa maior segurança é estarmos cercados das pessoas certas para que esse projeto grandioso alcance mais artistas por todo o mundo.

Tem elefante no mundo inteiro, essa pessoa só não sabe ainda.


Escrito por:

Henrique Driessen CGO



Carlos Carbonar HOD Global Manager



Victor Luidgi Head of Marketing

 

Gerente de Comunicação - Roberta Lemos | Estagiário de Comunicação – João Victor Campos Jornalistas - Daiana Barasa and Juliana Rodrigues | Naiá

Entrevistados – Henrique Driessen - CGO, Carlos Carbonar - HOD Global Manager, Victor Luidgi - Head of Marketing


*All Rights Reserved to Elephant Skin Group Corp.


Sobre Nós

Criada em Miami em 2017, a Elephant Skin oferece uma experiência de marca integrada para incorporadoras com o mais alto padrão de qualidade. Os nossos serviços incluem storytelling, renders 3D, desenvolvimento e elaboração de conceito, CGI, filmes, plantas baixas e tours interativos. Somos uma empresa para criadores e pensada para pessoas que nunca se acomodam.

6 visualizações

Comentarios


Elephant 3.png

Yes, we know!

You’re wondering

why Elephant Skin.

bottom of page